-Todo sonho bom é abençoado por Deus-

Primeiro Festival de Música Cristã em Mal Abrigo celebrando os 18 anos do Lar Bom Samaritano, obra que nasceu na cidade, com a primeira casa para reabilitação de jovens dependentes químicos. Desde seu início foi acompanhado pelo sacerdote Nestor Vera, que junto com outros apostou e continua trabalhando com os jovens dependentes. Hoje, já conta com nove casas e se estendeu pela diocese de Rafaela. Vários músicos participaram do festival entre eles: Refúgio de Resistência, Testemunhas da luz de Mal Abrigo, um grupo de Bom Samaritano e Athenas Venica oriunda das terras de Santa Fé.
Domingo passado, 13 de novembro, aconteceu o Primeiro festival de Música Cristã em Mal Abrigo, uma cidade distante aproximadamente 120 km de Villaocampo. Participamos do encontro como paróquia: o grupo de oração da renovação carismática, outros grupos do mesmo movimento e a comunidade missionária “Companheiros de Jesus” junto com Patricia e Celina. Lá nos unimos aos jovens de outra comunidade missionária que acompanhamos - “Mananciais” - de Arroyo Ceibal, e ainda religios@s amigos.
O festival foi um tempo de festa, danças e cantos com a convidada de honra Athenas Venica, unidos todos como Igreja. Durante sua atuação houve um tempo de adoração, no qual convidou o público a não ser meros espectadores, mas envolver-nos, dedicando este tempo e espaço que nos congregava  para orar juntos, escutar a Deus e reconhecer o que Ele diz a cada um neste tempo, rezando especialmente pela paz. Acende-se uma vela que foi entregue ao público, passando a luz de mão em mão, comprometendo-nos a sermos instrumentos de paz. As crianças da catequese foram as mensageiras da paz acercando ao público as velas acesas para partilhá-las; como fundo, Athenas cantava “Paz na terra”.
Outro fato significativo do festival foi a presença de mais de 100 jovens da obra Lar Bom Samaritano que se somaram aos demais espectadores, destacando-se com seus aplausos e canções. Ficou demonstrado nestes 18 anos de história do Lar que, unindo a vontade do jovem e a fé é possível a graça da reabilitação. Também foram uma constante, nestes 18 anos, as doações feitas pela comunidade sustentando a obra. A entrada para o evento era uma colaboração com o Lar.


Um fragmento das palavras do sacerdote Nestor Vera:
Bendito seja Deus, porque a Igreja dá uma oportunidade de reabilitação e cura a tantos jovens que lutam por querer sair. Os rapazes que vocês escutam estão lutando e querendo sair desta realidade, desse inferno que vive um jovem que caiu na dependência química. De modo especial agradecemos a toda a comunidade de Mal Abrigo.

Como nasceu o Lar Bom Samaritano
Recordo-me do tempo em que eu era pároco, quando terminávamos as missas no domingo, aqui, não faz mais de 20  anos, nos juntávamos a tomar uns mates com os jovens. Uma noite nos propusemos sonhar com coisas lindas, coisas boas que quiséramos vivenciar, e sonhamos com os acampamentos, já são 18 anos que se celebram aqui em Mal Abrigo. Sonhamos também com esta casa, que hoje, 18 anos depois é uma realidade.


Como surgiu o Primeiro Festival de Música Cristã em Mal Abrigo
Uma noite, o grupo Gênesis me convidou a compartilhar como nasceu esta obra do Bom Samaritano. Contei a eles que nasceu de um sonho. Todo sonho bom é abençoado por Deus; eles me diziam que seu sonho era trazer Atenas Venica para cantar um dia em nossa paróquia. Eu lhes dizia que, com certeza, Deus iria abençoar, porque era um sonho bom.
Passados alguns dias me avisaram que o sonho estava se realizando, porque Atenas lhes havia  dito que sim, que queria vir a Mal Abrigo, e esta é a grande mensagem: todo sonho bom que alguém tem Deus o faz possível, o abençoa. Por isso rapazes, este sonho de uma família nova, este sonho de que podemos mudar diferentes realidades que atualmente nossos jovens sofrem e nossas famílias também, Deus pode fazer possível. Convido-os a que continuemos com força, lutando para que novos sonhos se tornem realidade em nossos caminhos. Muito obrigado a toda a região, Reconquista, Villaocampo, Calchaquí, Vera, muito obrigado a toda a diocese, aos irmãos de Buenos Aires que vieram compartilhar conosco nesta manhã, do Chaco, de Formosa, de Santa Fe, que vieram compartilhar e celebrar juntos estes 18 anos nesta festa. Que Deus continue nos abençoando.
Finalizou suas palavras e se ouviu uma ovação de aplausos, e o canto dos espectadores que estavam de aniversário, os jovens do Bom Samaritano: Ole ole ole Nesto Nestor!!!!


O sentir dos jovens que participaram:
“Emocionante ver tantos rapazes em processo de reabilitação de dependências químicas, a força de vontade, a alegria, a fé que se nota neles e como a transmitem. Mostra que nem tudo está perdido para os jovens viciados, eles e elas, como vemos ou encontramos em alguns lugares. Como grupo esteve lindo, porque quase todos partilhamos uma linda tarde diferente”. Jessica
“Poder sentir-nos comunidade aqui, partilhar a história do Bom Samaritano neste pequeno vídeo, e a boa onda que contagiava, entregar-nos a Deus no momento de oração e, sobretudo os gestos com o próximo, abraços, não apenas enquanto durou o festival  mas também depois”. Florencia.
“O momento de oração; não o esperávamos, mas foi muito lindo para mais de um de nós, e para mim inclusive; as lágrimas corriam. Foi o momento justo e preciso onde cada um pôde realizar uma reflexão profunda em um clima de paz”. Estefania
“Foi lindo ver todos compartilhando e dançando”. Evelyn
“Como jovem, escutar outra jovem (…) ver este amor que sente e transmite anima a “querer” fazer outros felizes. Não é qualquer jovem que se anima a esse querer. Nela se vê essa felicidade. Incentiva a dar o melhor a nosso Deus. Sua música é um canal para um encontro pessoal ou em comunidade com o Senhor. Faz com que nosso coração creia, queira louvar, adorar e que Cristo reine”. Pamela            
Graças a Deus por nos fazer testemunhas da vida desta obra do Lar Bom Samaritano, nós e cada um dos jovens músicos, e toda a comunidade que acompanhou tão cheia de vida em Cristo Jesus.


0
0
0
s2sdefault