Dia 31de maio, festa da Visitação de Maria a sua prima Isabel e nascimento de Santa Cândida, com grande alegria celebramos na Paróquia da Imaculada Conceição, de Villa Ocampo, o Jubileu de Ouro de Dolores Castanheda fi.
Preparamos esta Festa com um tríduo de oração sobre alguns aspectos da Vida da Madre Cândida: Alegria e gratidão, mulher centrada em s Cristo, discípula – missionária. Em um dos dias Dolores deu um testemunho vocacional tanto na paróquia como no colégio Virgem Menina e nos meios de comunicação social.
Presidiu a Eucaristia do dia 31, o bispo da diocese de Reconquista, Mons. Ángel José Macín acompanhado pelos sacerdotes da paróquia e por outros sacerdotes amigos. As frases “Façamos o que Jesus lhes disser” do Evangelho de João, e “Gosto que estejam alegres” de Santa Cândida acompanharam a liturgia. Na procissão de entrada um leigo de nossa família, e Rosário Marina fi, que veio de La Plata levavam o quadro da M. Cândida. Um casal carregava umas jarras, como nas bodas de Caná, seguido de todas as Irmãs presentes: a comunidade (Visi, Patricia, Celina e Dolores), Rosário Marina, María Luna e Rosário Azcune vindas de la Plata, Córdoba e Monterrico (Jujuy representando toda a Região).
Um momento muito significativo e emotivo foi a entrada da Bíblia acompanhada por uma dança na qual se entregava ao povo a Palavra, elevando-a, enquanto se cantava: “A Visitação”.
Na homilia, palavras carinhosas do Sr. bispo para toda a comunidade e para Dolores, evocando a festa da Visitação e a celebração dos 50 anos de vida Consagrada: sair ..., entrega, serviço, alegria, simplicidade, proximidade com todos, atenta às maiores necessidades como Maria... ação de graças.
No Ofertório a coleta solidária para as pessoas afetadas em suas casas nas últimas inundações da região. Uma jovem, Virgínia, que completava nesse dia 15 anos, acompanhada por seus pais, ofereceu flores ao Senhor como símbolo de sua vida e juventude, para que o Senhor a abençoe e acompanhe no crescimento como mulher de fé.
Dolores, acompanhada por Celina, postulante da comunidade, ofereceu um ramo de trigo expressando a semeadura que o amor do Senhor realizou nestes 50 anos de Fidelidade.
Familiares das Filhas de Jesus, Gladys, a mãe de Silvina, e Polo irmão de Mª Dolores Fernández, levaram o pão e o vinho.
Seguindo a tradição das Filhas de Jesus, antes da Comunhão e diante da hóstia consagrada levantada pelo bispo, Dolores renovou seus votos ante a comunidade. Momento muito emotivo para todos, irmanados na comunhão com o canto “En Jesús todo lo tenemos”.
No final da Eucaristia, as palavras de agradecimento pela data: “Em primeiro lugar quero dar graças a Deus por sua fidelidade e misericórdia comigo durante os 50 anos de Consagração como Filha de Jesus”. Agradeço e faço memória de meus queridos pais, de minha família onde apreendi a amar, a rezar e compartilhar, a estar atenta às necessidades ao meu redor. Nela nasceu minha vocação. Graças a Deus por minha família, pela vocação de Filha de Jesus, pelo espírito universalista e missionário de Santa Cândida e pelo envio recebido para este país em 1968, faz 48 anos, vivenciando o voto de disponibilidade. Então, eu tinha 25 anos. Agradeço as famílias e as pessoas amigas com as quais me encontrei no caminho. Dou graças a Deus pela congregação, por minha comunidade na qual dia a dia fazemos um caminho no seguimento de Jesus a serviço de nossos irmãos.
Agradeço, porque meu coração está repleto de nomes e não quero excluir ninguém nesta ação de graças. Agradeço a todos os que me acompanham hoje, seja com sua presença ou com o coração. Agradeço esta Eucaristia. Obrigada, obrigada, obrigada”.
Após a Eucaristia tivemos uma confraternização em um dos salões paroquiais com todas as pessoas que nos acompanhavam. Clima de alegria e de festa. Projetaram vídeos trazendo a presença e as palavras de cada uma das comunidades, de Graciela nossa Provincial, de algumas religiosas da Diocese, e de pessoas da família de Dolores.  Palavras de carinho e afeto. Não faltou um baile espanhol. Muitas surpresas... e em todas elas o carinho de toda a comunidade que quis um dia de festa para todos!” Com Madre Cândida dizemos: “Bendito seja Deus que tanto nos ama”.
Comunidade de Villa Ocampo

0
0
0
s2sdefault