Nesta manhã faleceu em La Plata Silvina Pagura, uma Filha de Jesus de 42 anos que viveu sua doença como um processo de entrega ao Senhor. A secretária provincial de América Andina, Teresa Ramírez, compartilha a experiência vivida hoje:
A comunidade educativa do Colégio Nossa Senhora das Mercês, acaba de se reunir para rezar a páscoa de nossa irmã. Às 10h estávamos todos reunidos no pátio.
Foi um momento muito emotivo e belo que nos fez sentir realmente família da Madre Cândida. Maria Ângeles Iturrioz e eu tínhamos acabado de chegar e pudemos nos unir, cumprimentar os presentes, partilhar também uma breve mensagem agradecendo este lindo gesto.
As e os estudantes estavam em respeitoso e profundo silêncio; algum se lembrou das últimas palavras de Antonita quando entregava sua vida ao Pai, além de outras participações muito apropriadas para o momento... A diretora, Adriana Cortéz e muitos professores estavam emocionados, pois Silvina trabalhou nesta obra e nela tinha feito os votos perpétuos. No ano passado ela esteve aqui em um encontro de educadores e a recordam com verdadeiro carinho. Bendito seja Deus por tudo.
Esta foi a foto belamente colocada junto à da Madre Cândida e à de Antonita. O mistério da vida e da morte nos une a Jesus, porque nele vivemos, nos movemos e existimos, e nele também morremos e ressuscitamos para a VIDA PLENA. Agradecemos a todas as Irmãs e às pessoas que nestes seis longos anos da doença de Silvina a acompanharam e se doaram para ajudá-la no que fosse possível.Continuamos em comunhão fraterna com todas as Irmãs que nos precederam. Amanhã, ao meio dia, sairemos de Salta para regressar a Cochabamba, agradecidas por tudo o que vivemos e porque Graciela pôde acompanhar seus últimos dias. Não duvido de que Silvina a esperou, assim como à sua família.Cristo morto e ressuscitado, fundamento de nossa fé, console a todos. Um forte abraço, Tere Ramírez FI.

0
0
0
s2sdefault