Imprimir

Há um ano, celebramos a Congregação Geral XVIII. O fruto desse longo mês de trabalho, oração e discernimento foi a Determinação, para as Filhas de Jesus, e seis Chamadas em ação apostólica, para todos nós que fazemos parte da Família Mãe Candida.

Em sua circular nº 4, Graciela Francovig, nossa Superiora Geral, nos disse:

"Como governo geral, no discernimento feito para o nosso planejamento, consideramos apropriado realizar um processo de reflexão e oração da Determinação. Acreditamos que há uma riqueza que devemos 'desvendar' para aproveitar ao máximo e incentivar uma conversão de vida que será o fruto desse processo ".

É um convite para cada Filha de Jesus e para cada comunidade.

"A Congregação está no processo frutífero de assimilar os frutos do discernimento da CG XVIII, Determinação e Apelos em ação apostólica. Esta carta visa convidar cada Província, Comunidade, Obra, presença apostólica e Filha de Jesus a reconsiderar, como repetição inaciana, o presente recebido por meio da CG XVIII. Convido os superiores a promover espaços de oração, intercâmbio e discernimento com base nas sugestões oferecidas ".

Este itinerário começou em novembro de 2019 e está programado para terminar em 8 de dezembro de 2021, data em que celebraremos o 150º aniversário da fundação da Congregação.

"Essa pode ser uma boa maneira de nos preparar para esta festa de ação de graças, de nos comprometermos com o mundo e de revitalizar em nós a seiva carismática que herdamos de nossa Mãe Fundadora.

Queremos orientar um caminho... Tem como objetivo motivar uma leitura e facilitar um processo. Desejamos, por meio dele, permitir que o Espírito trabalhe em nossos corações, para Ele configurar aquela nova face da Filha de Jesus, esse novo estilo de comunidade, esse novo modo de ser da Filha de Jesus que nosso mundo precisa hoje . Esperamos que essa internalização nos leve a uma verdadeira conversão pessoal e institucional ".

O plano planejado para aprofundar a Determinação consiste em cinco momentos. Cada um tem suas planilhas para orientar a oração e o processo de discernimento. Você pode acessá-los clicando em cada bloco.

O número 18 da Determinação nos diz: "A experiência da verdadeira pobreza evangélica é um processo que requer discernimento. O Espírito Santo nos ajudará a ser fiéis à tradição, inspirando-nos ...". Esse plano e as cartas propostas são uma ajuda para ouvir esse Espírito que fala conosco. Vamos além da reflexão, não vamos permanecer no trabalho intelectual. Vamos nos deixar questionar lendo nossos documentos, oração e discernimento dos movimentos que estão despertando nas irmãs e em nós. Embora, como Graciela diz em sua carta,

"A única coisa que não podemos fazer é 'não aprofundar'. Tudo o resto é deixado para as possibilidades de cada contexto, para os critérios estabelecidos por cada superior provincial e local."

A comunidade da Catalunha, da província de Espanha-Itália, compartilha sua experiência da primeira parte do plano. Leia AQUI o que eles nos dizem.

0
0
0
s2sdefault