No final de novembro de 2017 foi divulgado o nascimento da Fundação Educativa Jesuitinas, após sua aprovação pela Conferência Episcopal Espanhola.

Desde então se continuou a dar passos para andamento desta obra apostólica das Filhas de Jesus na Província Espanha-Itália.

Na celebração da Imaculada, e nos dias que antecederam a assinatura da constituição da Fundação Educativa Jesuitinas, Mª Inez Furtado FI, Superiora Geral das Filhas de Jesus se unia à celebração e ação de graças de toda a Província através de uma circular. Nela dizia:

Estou convencida de que o passo que dão hoje é um objetivo importante para o futuro, para que o desejo da M. Cândida de “educar cristãmente a infância e a juventude” continue vivo hoje, com firme esperança para o amanhã. Estejamos atentas ao tesouro que o Senhor coloca em nossas mãos! Com certeza Ele mesmo, por meio de Maria e com a ajuda do Espírito Santo, nos conduzirá ao maior bem de nossos próximos através de nossos centros educativos integrados nesta nova Fundação que, seguramente, é caminho favorecedor da MISSÃO COMUM. FELICIDADES!

Encaminhamento do Patronato:

Dia 11 de dezembro foi celebrada a primeira reunião do Patronato da Fundação e se procedeu, ante um notário, à assinatura da escritura de constituição da mesma. O Patronato, órgão máximo de governo da Fundação, está integrado por nove pessoas, 05 religiosas e 04 leigos, sendo Rosa Romo FI a presidenta do mesmo (para conhecer os membros do Patronato, acesse aqui  https://hijasdejesus.es/noticias/203-patronato-de-jesuitinas)

Nessa primeira reunião do Patronato, além de aprovar o logotipo da Fundação, foi entregue aos patronos toda a documentação aprovada pelo Governo Provincial que constitui a base da Fundação: Carta Fundacional, Estatutos, Caráter próprio, informes dos colégios…

O trabalho sobre tais documentos foi o ponto de partida da segunda reunião do patronato, que teve lugar dia 19 de janeiro. Com eles puderam refletir sobre qual educação oferecemos, que tipo de pessoa queremos educar, como são nossas comunidades educativas, quais são os princípios de organização da Fundação,  tudo isto inspirado no que Santa Cândida quis que fossem as Escolas da Congregação.

Também começaram a trabalhar sobre outros documentos necessários para o funcionamento da Fundação: convênios de colaboração Congregação – Fundação, Regulamento do Regimento Interno, Contratos de Cessão de la Titularidade…

Uma circular enviada por Rosa Romo FI, presidenta de Jesuitinas, às Comunidades Educativas e às religiosas da Província, comunicou toda esta informação sobre o processo que se está fazendo. Na circular, a presidenta expressava também a união de futuro e tradição que se harmonizam na Fundação

A Fundação é uma obra apostólica das Filhas de Jesus.  E por isso, embora olhemos para o futuro, reavivamos nossas raízes, a experiência carismática que Santa Cândida deixou na Igreja, que as Filhas de Jesus cuidaram como um tesouro, e que hoje, como se tratasse de uma refundação, as Filhas de Jesus e os leigos recebemos e nos comprometemos, juntos, a  mantê-la em seu bom ser.

O patronato voltará a se reunir no dia 10 de março.

0
0
0
s2sdefault