De 26 de junho a 7 de julho realizou-se no Parco verde de Caivano o acampamento de verão 2017 na paróquia S. Paulo apóstolo, com o lema “Dito–Feito”. A atividade pastoral foi organizada pelas Filhas de Jesus e pelos jovens de diferentes grupos da paróquia que se juntaram no mês de junho para prepará-lo. O objetivo era oferecer a crianças e jovens do Parco um espaço de diversão, alegria, formação em valores como a amizade, o respeito pelo outro e pela criação, a comunhão e a fé.
Foram duas semanas repletas de alegria e sorrisos, de calor e amor, e de amizade. Com o lema “DETTO-FATTO”  o eixo central da experiência era aprofundar e viver o relato bíblico da criação do mundo, do homem e da mulher, e aprender a valorizá-los e respeitá-los.
Entre danças, cantos, jogos, contos, oficinas manuais, encontros de oração e de escuta as crianças e os jovens viveram e desfrutaram em profundidade a  experiência. (Francesco Esposito, grupo “Jovens da Esperança”).
“Como descrever as sensações que experimentei nestes dias? O medo inicial, a tensão nas horas anteriores e no começo da experiência, me levaram a perguntar sobre o sentido do projeto e de tudo o que tínhamos planificado. Contudo os sorrisos das crianças me fizeram superar todos os medos. Foram dias muito intensos nos quais o cansaço às vezes me superava. Mas, ao voltar para casa e sentir o coração cheio de gozo, dormi um sono tranquilo.
Tive a possibilidade de lançar-me, de sair de meus próprios esquemas. Ver o grupo cada vez  mais unido me deu força e ânimo. Elio, Aurora e Margherita foram os personagens dos contos que nos acompanharam nesta aventura recordando-nos que tudo é dom. Nada é nosso, nós não somos os donos do mundo, somos os cuidadores e guardiães, e temos que cuidar de tudo e de todos os que nos rodeiam. Por mais que isso seja um tanto obscuro não temos que temer senão confiar no Senhor que sempre nos acompanha. São  experiências que todos os jovens deveriam fazer uma vez na vida, experiências que nos fazem crescer, que geram amor. Quero agradecer a todos os animadores grandes e pequenos, às irmãs Pina e Anita, porém sobretudo às crianças que com seu sorriso foram os verdadeiros protagonistas desta bela experiência”. (Enza Police, animadora dos adolescentes e pré-adolescentes)
Quero agradecer ás irmãs Pina, Anita e ao P. Mauricio porque, sem vocês, não, poderíamos levar adiante tudo isso. Nem todas as paróquias abrem espaço, e possibilitam um lugar, para estarmos juntos e realizarmos juntos; isto é um verdadeiro presente. Quero agradecer a todos os jovens por serem parte importante de  minha vida; vocês são um grande dom para mim.Tudo foi um gozo enorme, as crianças, a experiência, poder dar uma mão, estarmos juntos. Quando estou com vocês meu coração se enche de amor e de alegria, se abre sem reserva e sem medidas… E as crianças… cada uma delas, desde a menor à maior, da mais irrequieta à mais tranquila, cada uma tem algo para nos ensinar, algo para nos doar.  Com um pouco de afeto e atenção as crianças se entregam, confiam e dão o melhor de si. Podemos aprender muito com elas…eu posso aprender muito com elas.” (Marinella Moretti, animadora do grupo “Jovens da Esperança”).

0
0
0
s2sdefault